A mudança não desfaz a força tranqüila do homem. (Matthew Arnold)

 Colegas de Trabalho

Era uma vez em uma dessas grandes empresas dois colegas de trabalho ele era jovem, paulista, casado e de boa aparência, mas era um pouco folgado, já ela ela um pouco mas velha, neurastênica, casada, carioca e com um forte sotaque da cidade maravilhosa. Ambos se conheceram em São Paulo mesmo dentro de um dos departamentos da empresa que ficava em Sampa, tudo ia bem ou parecia que ia bem. Quando ela falava dava para notar assovios no meio da fala era quase como assoviar e chupar cana ao mesmo tempo, mas só ele reparava neste pequeno detalhe e muito gozador não teve dúvida, apelidou a moça que falava emitindo "chiados" de rádio FM. A moça parecia que não importava muito, eles até almoçavam juntos, mas ela avisa que ele era folgado. Em meio a um destes almoços o paulista começou: - Puxa o restaurante está lotado hoje. Ela respondeu: - Deve ser a véspera do feriado.


O paulista então disse: - Chiados Rádio FM, chiados, você não vai comer feijão hoje? Ela sem parecer se importunar respondeu: - Você é folgado. O paulista imitando o sotaque da carioca, respondeu: - Rádio FM não sou eu que sou folgado é o seu pau que é fino. Ela deu uma gargalhada bem alta. Ele todo confiante continuo falando com assovios em meio ao que dizia: - Rádio FM, chiado, fiu, fiu, você sabia que o timão vai jogar no sábado, fiu, chiado, fiu.


Ela respondeu: - Já te pedi para não me chamar de Rádio FM. Mas ele não dava muita importância e enquanto bebericava o chopp, foi dizendo em tom de chacota: - Rádio fiu, fiu FM, amanhã o timão vai enfiar um chocolate eu estou sentindo.


- Ela balançou a cabeça dizendo que não com os braços cruzados e disse para ele: - Você é folgado. O paulista ficou com vontade de ir ao banheiro e pediu licença a carioca: - Rádio FM vou fiu, fiu para o mictório e já volto. Ela respondeu: -Você é folgado... Enquanto ele ia ao toalete a carioca estava mastigando seu bife, quando um aparelho celular que ele havia esquecido sobre a mesa tocou.


Ela atendeu e disse: - Alô. Do outro lado da linha a pessoa havia perguntado aonde o paulista estava pois, queria falar com ele, a carioca não teve dúvida e disse: - Ele está no banheiro, tomando banho...


A pessoa do outro lado desligou o aparelho, a carioca fez o mesmo e colocou de novo o aparelho celular sobre a mesa. O paulista já estava voltando do banheiro e disse: - Rádio FM, fiu, fiu este chopp está demaisss... Ela respondeu: Você é folgado... Na segunda-feira volta do feriado no trabalho o paulista estava triste e muito irritado e procurava alucinadamente a carioca nas baias do escritório. Ela estava em um canto rindo enquanto trabalha com outros colegas de trabalho, depois de alguns momentos ele a encontrou e disse: - O que você fez o você disse para o meu sogro na quinta-feira passada. - O meu sogro não fala mais comigo, minha esposa saiu de casa e o advogado dela telefonou para mim dizendo que ela quer se divorciar! - Você arruinou a minha vida!
A carioca respondeu:
- Ocê é forgado...




Autor: Clovis Alessandro Begliomini.

Home É fácil quebrar uma única flecha,mas é difícil quebrar um feixe de dez flechas. (Provérbio Japonês)