A necessidade faz a lei

 AS SETE MARAVILHAS DO MUNDO

Seis dos sete admiráveis monumentos e esculturas da antigüidade já desapareceram. Só restaram as pirâmides do Egito .Não se sabe sequer o aspecto que os outros tinham, mas é possível imaginá-los a partir das descrições imperfeitas e das reproduções estilizadas em moedas antigas. A primeira lista das maravilhas do mundo teria sido feita pelo poeta grego , Antipatro de Sídon,entre os anos 150 a 120 a.C.

São elas:

  • As Pirâmides do Egito
  • Os Jardins suspensos da Babilônia
  • A estátua de Zeus no Olimpo
  • O Mausoléu de Halicarnasso
  • O Templo de Artemis
  • O Colosso de Rhodes
  • O Farol de Alexandria

    As Pirâmides do Egito

    As Pirâmides do Egito, foram construídas entre 2650 e 2500 a.C. Das sete maravi- lhas do mundo antigo, as oitenta pirâmides são as únicas sobreviventes. Foram construídas por volta de 129.000 metros quadrados. A maior delas (148 metros de altura) foi construída por Quéopos, o mais rico dos faraós, com 2,3 milhões de blocos de pedra, a maioria deles pesando duas toneladas e meia. Empregou 100 mil operários durante vinte anos. As outras grandes pirâmides são a de Quéfren (136 metros) e a de Miquerinos (62 metros). Miquerinos era filho de Quéops e construiu a mais cara de todas elas. Se enfileirássemos os blocos de granito das três pirâmides, eles dariam a volta ao mundo.




    Os Jardins suspensos da Babilônia

    Os Jardins suspensos da Babilônia foralm construídos pelo Rei Nabucodonosor II no século VI a.C. para agradar e consolar uma de suas mulheres, Semíramis, que sentia saudade das montanhas de sua terra. Os jardins eram seis montanhas artificiais, apoiadas em colunas de 25 a 100 metros de altura, ao sul do rio Eufrates. Ficavam a duzentos metros do palácio real. Os terraçoes foram construídos um em cima do outro, e eram irrigados pela água bombeada do Rio Eufrates. Nesses terraços estavam plantadas árvores e flores tropicais, assim como alamedas de altas palmeiras. Dos jardins podia-se ver as belezas da cidade abaixo. Conta-se que Nabucodonosor enlouqueceu ao contemplar essa obra. Alguns historiadores, no entanto, atribuem o trabalho à rainha Semíramis. Tudo foi destruído em data desconhecida.




    A estátua de Zeus no Olimpo

    A Estátua de Zeus, em Olimpia, foi feita pelo grande escultor Fídias entre 430 e 447 a.C. Era uma opulenta estátua de ouro, ébano e marfim com 40 pés de altura (quinze metros). Após 10 séculos de existência, a estátua foi destruída. A única idéia que se tem da estátua de Zeus vem das moedas de Elis, que se supõe carregar sua figura original. Um terremoto a destruiu, possivelmente em 1215. En- tre os gregos, considerava-se desafortunado aquele que não tivesse visitado a estátua.




    O Mausoléu de Halicarnasso

    O Mausoléu em Halicarnasso, situa-se na Ásia Menor. Depois da morte do Rei Mausolus de Caria, na metade do século IV a.C., a rainha Artemisia contratou arquitetos gregos para construírem um soberbo monumento sobre os restos mor- tais do rei. Sua base era de mármore e bronze, com revestimento de ouro. Traba- lharam ali 30 mil homens duarante dez anos e a obra ficou pronta 352 a.C. No alto da construção de cinqüenta metros, viam-se as estátuas do rei e da rainha. Artemísia morreu antes de ver jo mausoléu terminado. Fragmentos desse monu- mento são encontrados no Museu Britânico, em Londres, e em Bodrum, na Tur- quia. A palavra mausoléu vem de Mausolo.




    O Templo de Artemis em Efésus

    O Templo de Artemis em Efésus, foi construído pelos colonizadores gregos em Efésio, na Ásia Menor. Os colonizadores encontraram os habitantes da Ásia cultuando uma deusa à qual foi reconstruído e aumentado muitas vezes. Somente na quarta expansão, o templo foi incluído na lista das Maravilhas do Mundo. Ele levou cerca de 120 anos para ser terminado. Tinha 141 metros de comprimento e 73 metros de largura. Suas 127 colunas de mármore atingiam dezenove metros de altura. Ele foi destruído num incêndio em 356 a.C,. na noite do nascimento de Alexandre, o Grande, por Eróstrato. Foi reconstruído (dessa vez, em vinte anos) e destruído novamente em 262 pelos godos.




    O Colosso de Rhodes

    O Colosso de Rhodes, uma grande estátua de bronze erguida por volta de 280 a.C. pelos cidadãos de Rhodes, capital da ilha grega de mesmo nome. Representava o deus Sol Helios e media 105 pés de altura (46 metros), era toda de bronze e pesava setenta toneladas. De pernas abertas, ele ficava na entrada do golfo de Rides, uma ilha do mar Egeu, guardando a entrada do porto. Levou doze anos para ser construído (292 a 280 a.C.) e acabou destuído por um terremoto em 224. Aproximadamente em 656 d.C., os fragmentos da estátua foram vendidos como sucada, a um comerciante que encheu novecentas cargas de camelo e então foi derretido.




    O Farol de Alexandria

    O Farol de Alexandria, no Egito foi feito de marfim branco por Ptolomeu I e Ptolomeu Inaugurado em 285 a.C. na ilha de Faros, junto à cidade fundada por Alexandre o Grande, no qual se derivou o nome Farol. Esta estrutura media 400 pés de altura. Segundo historiadores gregos, um espelho de bronze refletia a luz do sol a mais de 60 quilômetros de distância. Foi derrubado por um terremoto em 1303.




    Atualizado em 26/06/2010

  • Home